Como escolher o cão ideal para cada tipo de pessoa


Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/abcmidia/public_html/portalfilhotes.com.br/wp-content/plugins/sharebar/sharebar.php on line 112 and defined in /home/abcmidia/public_html/portalfilhotes.com.br/wp-includes/wp-db.php on line 1291

Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/abcmidia/public_html/portalfilhotes.com.br/wp-content/plugins/sharebar/sharebar.php on line 124 and defined in /home/abcmidia/public_html/portalfilhotes.com.br/wp-includes/wp-db.php on line 1291

Final de ano chegando, época de festas, presentes e comemoração com a família. Será que você está pensando em aumentar a família com um cãozinho? Para quem acha que essa é a hora certa, aí vão algumas dicas para que a escolha da raça seja a mais correta, evitando aborrecimentos futuros.

É sempre importante lembrar que um cão, independentemente da raça, vai viver em média 10 anos, e fará parte da vida de todos os membros da família.

Na hora de fazer a escolha, alguns fatores devem ser levados em conta: terá tempo para passear e interagir com o cão? Quanto tempo ele ficara sozinho? Qual será a sua função? Em qual local vai ficar?

A primeira dúvida que surge é em relação ao espaço. Posso ter uma raça média ou grande em um apartamento? A resposta é: sim, pois mais importante que o tamanho da área é a quantidade de estímulos naturais e enriquecimento ambiental. Quantas vezes ouvimos dizer: tenho um quintal enorme mais meu cão prefere ficar na cozinha perto da família? Isso porque, o cachorro é um animal social, necessita ficar a maior parte do tempo na presença do grupo e, posteriormente, explorar e investigar o ambiente. Então, se você está pensando em comprar um cão para deixar no seu quintal enorme sem interação, saiba que ele não será feliz.

Outra consideração é sobre a educação canina. Todos cachorros devem ser educados. Porém, cães os maiores necessitam de uma maior liderança dos donos… Imagine a diferença de um cãozinho da raça Maltes e um Labrador correndo na sala da sua casa.

Se você é uma pessoa hiperativa, agitada e tem bastante tempo para passeios e brincadeiras, Bordie Collie, Labrador ou Boxer são ótimos companheiros para aventuras. Os pequenos, como Jack Russel Terrier e Schnauzer Miniatura também tem grande potencial para curtir bastante essas rotinas agitadas. Isso porque todas essas são raças com bastante energia para gastar e se ficarem em casa sem interação e estímulos podem sofrer outros problemas.

Agora, se você é mais clamo e tem uma rotina muito tranquila, o ideal é pensar em um cachorro com menos energia, como o Pug, Whippet e Shih-tzu. Essas raças são ótimas companhias para idosos, por exemplo. Se o dono do cãozinho vai ser uma criança temos que procurar uma raça bem sociável e disposta a brincar, como por exemplo: Beagle, Lhasa Apso ou Cocker Spaniel.

Raças como Bernese e Golden Retriever também são bastante sociáveis, mas muito dependentes do dono. Então, se quer um companheiro que fique ao seu lado e se de bem com outras pessoas e animais esses são bastante apropriados. West Terrier, Shih-tzu e Lhasa Apso são raças mais independentes, indicados para pessoas que iram ter de deixar o cãozinho sozinho certa parte do dia.

A “função” que o cão irá exercer é outro aspecto importante. Se o objetivo é proteger o território ou guarda, Rotteweiler, Pastor alemão, Dobermann, são excelentes escolhas. Se você quer treinar seu cão para agility e competições, Bordie Collie, Poodle, Golden Retrivier e Pastor Shetland são ótimas escolhas.

Procure conhecer bem as características do cão que você está interessado: raças com focinho achatado, como Bullgogues e Pugs,  por exemplo, tem tendência a desenvolver problemas respiratórios e não seriam ideais para atletas que curtem correr e querem a companhia do cão na atividade. Outras raças possuem uma tendência maior a desenvolver latidos em excesso em determinadas situações, não sendo recomendadas para quem vive em apartamento.

Importante: cada raça tem suas características, mas outros fatores são muito importantes para definir o comportamento de cada cão, como a genética e a maneira como o animal é criado. Por isso, conheça os pais do filhote e busque a ajuda de uma especialista em comportamento para avaliar o temperamento do cãozinho para ajudar a fazer sua escolha.

E lembre-se: adotar, além de ser um ato muito bonito, tem uma importante função social, portanto, considere também esta opção! Cães Sem Raça Definida (SRD) possuem diversos tamanhos e características que podem se adequar aos mais variados estilos de vida.


Assuntos Relacionados:


? Plano de Saúde Animal é a nova sensação do mundo pet

? Enforcador: Usar ou não no seu cachorro?

? Enforcador para cães: Usar ou não?

? Atenção redobrada na hora de escolher e criar cães ferozes

? Veterinária alerta: evite deixar filhotes de labrador sozinhos

? Veja como entrar em contato com instituições que resgatam animais em perigo

? O seu cachorro tem caspa?

? Como decidir as férias do seu filhote?



BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina

1 Comment

  1. camila disse:

    Olá, meu nome é camila, tenho 10 anos, e queria um cachorro de raça, para ficar dentro de casa, mas minha mãe trabalha de terça a quinta, e de vez em quando ela tamém  trabalha segunda  e sexta.
    E eu estudo, minha irmã  trabalha de segunda a sábado, meu  pai também e eu queria um cachorro femea que não ligue ficar sósinho e eu queria saber que raça vocês me recomendam?
    Se vocês me responderem mandem uma mensagem no meu email. Obrigada 

Escrever comentário:


7 + 8 =

Design by: ABC midia - Fabio Paiva.