Artigos

Cachorros para apartamento

Pinterest LinkedIn Tumblr

Antes de começar a pensar em cachorros para apartamento é preciso avaliar um conjunto de fatores indispensáveis para que a construção dessa relação seja satisfatória para ambos os lados.

Isso envolve, além das condições financeiras para a qualidade de vida do animal, um ambiente onde ele possa se desenvolver e praticar os hábitos adequados para o seu crescimento.

Quando uma pessoa vive em apartamento e decide pela companhia de um cachorro, ela precisa, antes de tudo, fazer uma pesquisa de quais são as raças que melhor se adaptam a esse tipo de moradia, isso porque, na maioria das vezes, os apartamentos são pequenos e composto de regras para as práticas de boa vizinhança.

Neste artigo, vamos conhecer quais são os cachorros que podem ser criados em apartamentos, sem prejudicar as particularidades de cada um.

O que devo saber antes de escolher o cachorro para o apartamento?

Há uma série de coisas que é preciso levar em consideração no momento em que se decide ter um animal para viver em um apartamento.

É muito importante ter a consciência que a escolha de trazer um cãozinho para morar com você, uma vez feita, envolve muito mais que apenas alimentar e ceder um espaço para ele dormir. Quando um bichinho é adotado, ele passa a fazer parte do seu lar, e com isso, a responsabilidade precisa ser redobrada para que ele tenha segurança e conforto.

Além disso, os animais de estimação demandam dedicação e atenção, isto é, cuidados com a saúde, higiene, vacinação, banho, entre outras exigências. É fundamental definir um lugar para que ele durma, se alimente, realize as necessidades fisiológicas e claro, se divirta com toda a proteção que ele merece.

Essa proteção deve ser verificada muito antes da escolha do animal, como utilização de redes nas janelas e sacadas e o uso de coleira com identificação para os momentos de passeio com o pet.

Sabendo desses detalhes, é preciso escolher um cão, analisando as características para a vida em apartamento, quanto maior o porte do animal, maior será a energia que ele precisará gastar com brincadeiras, passeios e atividades físicas. Por esse motivo, é melhor optar por um cachorro de pequeno porte para se adequar ao espaço.

Outra questão importante, é investigar se a raça solta muito pêlo, se late com assiduidade, e se tem capacidade de passar algum tempo sozinho não sendo dependente dos tutores, isso porque, caso seja necessário, é importante que o animal não sofra com possíveis ausências e desenvolva um temperamento difícil.

Quais são as raças mais indicadas para viverem em apartamento?

Alguns animais se adequam mais em espaços menores, como é o caso dos apartamentos.

Para ajudar você na escolha do cãozinho ideal para viver nesse tipo de ambiente, listamos os principais deles.

1. Chihuahua

O Chihuahua é um cachorro de porte pequeno, considerado perfeito para viver em apartamento. É a menor raça de cão do mundo e vivem cerca de 20 anos, se forem bem cuidados.

Chihuahua
Chihuahua

É um cãozinho que tem a fama de atrevido e brincalhão e mesmo com o pequeno tamanho não demonstra medo. Muito pelo contrário, o chihuahua é tido como um cão corajoso e destemido.

Embora a expectativa de vida seja alta, é necessário atenção redobrada aos cuidados com à saúde, isso porque o chihuahua pode desenvolver problemas cardíacos ou oculares, como o glaucoma, por exemplo. Alguns também possuem predisposição genética para outras doenças mais graves, como hidrocefalia ou hérnia de disco.

Portanto, antes de adotar esse cãozinho é fundamental ter a ciência de que as consultas com o veterinário devem ser periódicas, para prevenção e tratamento de possíveis condições.

Os chihuahuas são muito sensíveis ao tempo frio, isso é outro fator de maior zelo. Se ficam nervosos ou estressados tendem a tremer e pode passar mal. Por esse motivo, é importante evitar situações desagradáveis para o bichinho.

2. Yorkshire Terrier

Os Yorkshires também são considerados uma raça ideal para viver em apartamentos. São enérgicos, brincalhões e perdem pouco pelo. Possuem a expectativa de vida de cerca de 16 anos e além de bem pequenos, não exigem longas caminhadas ou passeios.

Yorkshire Terrier
Yorkshire Terrier

Um fator importante sobre essa raça é que requer cuidados extras com os pelos. A escovação, banhos e tosas devem ser realizadas semanalmente, ou seja, se você não dispor de tempo suficiente para essa demanda, é melhor não optar por esse cãozinho.

Além disso, esses cães latem muito quando não são atendidos, isto é, precisam de atenção humana e socialização, caso se sintam sozinhos podem latir descontroladamente e destruir objetos e móveis da casa.

3. Pug

Os motivos pelos quais o Pug é um cachorrinho que se dá bem vivendo em apartamento são diversos. Ele convive bem com crianças e até mesmo com outros animais de estimação. Além de ser um pet que late pouco e que necessita de poucas caminhadas para gastar toda a energia.

Pug
Pug

A expectativa de vida desse cão é de 12 a 15 anos. São de pequeno porte, com no máximo 30 cm e possuem dificuldade na respiração por causa do focinho de formato achatado.

Entretanto, essa é uma raça que precisa de muita atenção quando o assunto é saúde, isso porque tem facilidade para o desenvolvimento de doenças. Ao decidir pela companhia diária desse cãozinho, é necessário contar com o auxílio de um veterinário de confiança para consultas frequentes.

4. Shih Tzu

O Shih Tzu é um cão de pequeno porte, que não late muito e é considerado muito sociável e carinhoso com os seus tutores. No entanto, pode ser mais tímido na presença de estranhos.

Shih Tzu
Shih Tzu

São uma raça ideal para quem procura por um bichinho ativo e divertido. Adoram colo e se apegam facilmente à família e às crianças. Entretanto, tendem a ser teimosos quando passam por situações de adestramento.

Esse cãozinho pode viver até 16 anos e para um melhor temperamento é importante que não se sinta sozinho, isto é, não fique por longos períodos sem a companhia de seus guardiões.

5. Buldogue Francês

O Buldogue Francês é um cachorro tranquilo e muito companheiro. Geralmente se dá muito bem com toda a família, incluindo as crianças.

Buldogue Francês
Buldogue Francês

Possui pequeno porte e não é um cachorro enérgico, contudo é importante que se mantenha uma rotina de caminhadas com ele para evitar o sobrepeso. É fundamental ter atenção aos dias quentes, pois ele não gosta muito de calor.

A expectativa de vida dessa raça é de 10 a 14 anos, variando de acordo com os cuidados com a alimentação e as condições genéticas.

6. Poodle

O Poodle é um cachorro totalmente leal ao dono e extremamente carinhoso. É considerado o melhor amigo de seu tutor e pode até mesmo impedir que desconhecidos se aproximem.

Poodle
Poodle

Um dos pontos mais positivos desse cão é que ele não solta muito pelo e se adapta aos mais variados tipos de ambiente, inclusive os apartamentos.

É um cãozinho que adora gastar energia e tem como expectativa de vida a média de 10 a 18 anos. Além disso, são ótimos nadadores e por isso a atividade pode ser uma boa escolha para uma maior disposição.

7. Pinscher

A raça dos Pinschers não costumam ter boa fama, isso porque na companhia dos tutores são super calmos, mas tendem a ser bem agressivos na presença de estranhos.Essa personalidade pode ser mudada se desde cedo forem ensinados a conviverem com outras pessoas e animais.

Pinscher
Pinscher

O tamanho desses cachorros é ideal para se adequar em ambientes menores, como os apartamentos. São muito apegados a família e bem curiosos.

Em média os Pinschers podem viver cerca de 12 a 15 anos, tudo isso com os cuidados necessários para uma melhor qualidade de vida, como boa alimentação, vacinas em dia, e visitas frequentes ao veterinário.

Conclusão

Agora que você já sabe as principais raças que podem ser criadas em apartamentos, pode começar a fazer a sua pesquisa, avaliando as condições de fornecer ao animal tudo o que ele precisa, desde os recursos financeiros até as exigências de atenção.

Continue ligado aqui para mais conteúdos relacionados a escolha do seu fiel companheiro.

Eu sou Gabriel, tenho 28 anos e sou veterinário. Eu adoro animais e vivo no interior de São Paulo. Meu objetivo é compartilhar conhecimentos sobre animais com as pessoas que se interessam por eles.

Escreva um comentário