Conheça os vários tipos de guias e coleiras e focinheiras


Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/abcmidia/public_html/portalfilhotes.com.br/wp-content/plugins/sharebar/sharebar.php on line 112 and defined in /home/abcmidia/public_html/portalfilhotes.com.br/wp-includes/wp-db.php on line 1292

Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/abcmidia/public_html/portalfilhotes.com.br/wp-content/plugins/sharebar/sharebar.php on line 124 and defined in /home/abcmidia/public_html/portalfilhotes.com.br/wp-includes/wp-db.php on line 1292

passear

Você costuma sair de casa com seu cachorro sem coleira? Pois saiba que mesmo um bicho adestrado pode atravessar na frente de um carro. E até o poodle mais manso pode atacar alguém… Mesmo que o cachorro não tenha o hábito de morder, ninguém pode prever a atitude de um animal, alerta a veterinária Fernanda Fragata, do Hospital Veterinário Sena Madureira, de São Paulo. Quer evitar riscos para seu bicho e para outras pessoas? Basta usar guia e coleira. Veja como escolher os acessórios adequados – e boa caminhada!

guia

As 3 perguntas mais frequentes sobre coleiras e guias

1. Posso sair na rua com meu cão sem guia?

Não há lei que proíba cães pequenos e médios de saírem à rua sem guia, mas não é indicado. Basta uma bobeada e eles atravessam a rua na frente de um carro, disparam atrás de outro cachorro, mordem uma criança…

2. Quais raças são obrigadas a usar focinheira?

Animais com mais de 20 kg e cães das raças rottweiler, fila, doberman, pitbull, bull terrier, mastim napolitano, pastor alemão e american staffordshire terrier são obrigados por lei a sair com focinheira. Se seu cão for nervoso, faça o mesmo.

3. Como escolho a coleira do meu cão?

O tipo de coleira depende do tamanho do bicho e de qual será o uso pelo dono. Há coleiras específicas de adestramento ou para animais muito pequenos ou fortes demais.

Sai prá lá, pulguento!

Circular numa praça pode ser uma delícia, mas é lá que vivem as pulgas e os carrapatos! Para evitar uma infestação no seu bicho, mantenha em dia as vacinas dele. Em todo caso, fique de olho nas doenças que estão por aí:

Erliquiose

Contágio: Picada do carrapato-estrela

Sintomas: Perda de peso, manchas na pele, cansaço e febre

Tratamento: Com antibióticos

Giárdia

Contágio: Contato com fezes, animais, água ou lugares contaminados

Sintomas: Diarreia, perda de peso e vômito

Tratamento: Remédios receitados pelo veterinário

Babesiose

Contágio: Picada do carrapato-estrela, como na erliquiose

Sintomas: Febre, tristeza e perda de peso

Tratamento: Antibióticos e vitaminas

Medalha de identificação

Não pense que só o cachorro do vizinho pode sumir! Coloque uma medalha de identificação no seu bicho, com o nome dele, além do seu nome e telefone. Faça também o RG animal em uma clínica veterinária: o documento traz informações sobre a saúde do bicho e os dados do dono.

Guia

Materiais: Couro, náilon, tecido ou metal

Tradicional: De tamanho médio ou grande, a tira dá liberdade ao animal. Se for curta, traz mais

segurança às pessoas.

Automática: Flexível, tem um botão para controlar a distância do cão em relação ao dono. Boa para animais pequenos, obedientes e tranquilos.

Amortecedora: De tamanho curto, amortece o puxão quando o dono aciona o sistema. É ideal para cães grandes, agitados ou agressivos.

Roliça: Curta, feita de material grosso, é perfeita para bichos estabanados, que sempre se enrolam na guia.

Cuidados: Use o bom senso na hora de dar aquele puxão no seu cachorro. O excesso de força pode causar uma lesão séria na coluna ou machucar a traqueia do bichinho.

Coleira

Materiais: Náilon, metal, tecido, aço ou couro

Peitoral: Para cães dóceis, pequenos e acostumados a passeios.

Enforcadora: Pode ser usada só no pescoço ou no focinho e no pescoço. No primeiro caso, deve ser usada por períodos curtos, somente para adestramento. A coleira que pega também o focinho serve para controlar animais fortes, hiperativos ou agressivos.

Cuidados: Ajuste bem a coleira para não ficar apertada ou frouxa demais e busque por opções que secam rapidamente. Fuja dos modelos que fazem o cachorro brincar com o dono de cabo de guerra.

Fonte


Assuntos Relacionados:


? Comando “Junto” ou ensinar andar com guia.

? Esporte pra cachorro, conheça os campeões do Brasileiro de Agility

? Mercado Pet movimenta R$ 9 bilhões por ano no Brasil

? Conheça o gato do Batman

? Australian Silky Terrier

? Centenas de cães salvos de acabarem à mesa de restaurantes chineses

? Mais de 30 cães são adotados para trabalho como guia

? Coelhos podem se bons bichinhos de estimação



BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina

 

Design by: ABC midia - Fabio Paiva.