Gatos

Gato Siamês: Origem, personalidade e dicas de saúde

Pinterest LinkedIn Tumblr

A origem do gato Siamês vem do sudeste Asiático, do antigo país de Sião, onde atualmente é a Tailândia. O gato Siamês é uma raça oriental muito encontrada nos países como o Japão e a Coreia.

Um pouco de história

O gato siamês, em séculos passados na Tailândia, era importante nos funerais de reis, pois eram colocados em túmulos e quando saíam por um buraco feito para esse propósito, dizia-se que a alma do monarca tinha entrado no gato, então por tradição o gato Siamês é levado em cerimônias de coroação do novo rei, pois acreditavam que o rei anterior pudesse presenciar a possessão do seu sucessor. Durante esse tempo, o gato Siamês é tido como gatos da realeza e, por isso, viviam em templos sagrados.

Só no século XIX o gato Siamês ficou conhecido. Levado para a Inglaterra em 1884 pela realeza, onde se reproduziu no novo país e, de lá, seguiram para outras partes do mundo ganhando muita fama.

O gato Siamês tem uma beleza exuberante, por isso eram tidos como o gato da realeza, de sultões, Reis, Rainhas, Duques e eram mantidos em templos sagrados.

Anos mais tarde, exemplares do gato Siamês pelas mãos dos ingleses começaram a serem moldados por meios de acasalamentos selecionados, ganhando status de precursor. Por serem um dos gatos pioneiros na criação doméstica, a raça ganhou muita força e estabilidade.

O gato Siamês pertence ao restrito time de raças que inauguraram a criação organizada no mundo, iniciada, no século 19, justamente na Grã-Bretanha e rapidamente adotada nos EUA.

As suas nobres origens o tornaram menos abandonados do que outras raças enquanto a sua impressionante pelagem deu um toque misterioso e intrigante. Por estas razoes os donos de um gato siamês são pessoas orgulhosas do seu animal de estimação, já que não se trata de uma raça qualquer.

Hoje é uma tradição a criação dessa raça e é o principal fator a reger o sucesso do gato Siamês lá fora e ganhar muitos apreciadores.

A seguir falaremos sobre as características dos gatos siameses e o que faz dele ser uma raça tão admirada entre as famílias.

Personalidade do gato siamês

A personalidade do gato siamês tem como principal característica a fidelidade, ele o seguirá pela casa toda e com seu miado forte não medirá esforços para conseguir a sua atenção, por isso tem que ter uma paciência e dispor de um tempo relativamente grande para o seu siamês.

A personalidade do gato siamês é forte, como em tudo em suas características, sendo muito possessivo e ciumento com o seu dono, mas por outro lado, o gato siamês é muito afetuoso e adora ser acariciado pelo seu dono, principalmente na região do pescoço. Fazer companhia, brincar e divertir seus donos são a parte da personalidade marcante do gato siamês, porém ele não aprecia a presença de outras raças de gatos ou outros pets.

Apesar de a personalidade gato siamês ser agitada, extrovertida e com um comportamento nada tranquilo, é um gato muito fácil para domesticar, pois é de sua natureza ser muito inteligente e por adorar fazer a vontade do seu dono.

O gato siamês tem uma personalidade muito vivaz e exagerada em suas reações, porém por ser extremamente ligado ao seu dono ele é conhecido como meio gato e meio cachorro, se adapta muito bem a viagens e mudanças de casa, é um gato muito desconfiado com estranhos se apavorando em qualquer situação que lhe indique perigo ou dor.

O gato siamês é muito friorento, portanto, é ideal tê-lo em um apartamento, mas nunca se esqueça de que ele precisará de muita atenção, com o seu humor inesgotável, bastante nervoso e exigente, o siamês tem pavor de ficar sozinho, pois é um gato muito sensível e poderá até entrar em depressão, esta raça é muito propensa a sofrer transtornos mentais se o gato não for tratado como deve de ser.

Quem tem um gato siamês sabe o quanto esse pet é companheiro e de presença marcante, às vezes até mais do que a presença humana e tê-lo é gostar, apreciar e respeitar sua personalidade imprevisível e intrigante.

Saúde do gato siamês

No início dos anos 20 eles se tornaram moda e os criadores desta raça, para suprir a demanda, os acasalaram entre consanguíneos e devido a repetidos acasalamentos, houve o enfraquecimento da raça, por isso a saúde do gato siamês é mais delicada que outros gatos e podem ficar doentes mais facilmente, chegaram quase ao risco de extinção.

Os criadores com medo de perdê-los, começaram a ter consciência e severos na escolha dos casais e assim surgiu o gato siamês que conhecemos hoje, soberbo, elegante e o corpo totalmente sem gordura.

Obstruções nasais causadas pela má formação da parte inferior do focinho e céu da boca que é curto, bochechas largas demais, membros fracos com robustez ou magreza excessiva, manchas no ventre ou olhos de cor que não seja azul e estrabismo excessivo, cauda curta em forma de gancho, pés brancos, são problemas comuns.

Também temos os cálculos nos rins, que dificultam seu gato de urinar o que leva ao animal tomar injeções diárias para aliviar o problema, para evitar o problema sempre oferecer ao seu gato siamês ração de qualidade, pois as rações de baixa qualidade são o primeiro fator a fazer com que seu gato siamês tenha o aparecimento de cálculos urinários. Muitos problemas são causados principalmente por terem sido retirados da mãe muito cedo.

Algumas dicas para manter a saúde do seu gato:

1 – Para evitar várias doenças é recomendado sempre manter o local limpo, principalmente se tiver mais de um animal de estimação seja eles só felinos ou não.

2 – Exceto o dono que tenha a intenção de se tornar um criador deve realizar a castração, ainda que muitas pessoas tenham dó, evita filhotes abandonados pelas ruas e que no futuro gerarão mais filhotes e assim por diante, além da castração evitar problemas de saúde.

3- O dono deve estar atento e realizar consultas regulares ao médico veterinário, o seu gato necessita de vacinas e vermifugação, além de cuidados em caso de alguns imprevistos.

4 – A alimentação do gato siamês deve ser controlada e seguir as recomendações dos veterinários.

5 – Apesar de gatos serem conhecidos por não gostarem de banho, é fundamental manter a higiene básica do animal, procure um veterinário para orientá-lo sobre práticas específicas para seu animal.

Reprodução

A reprodução do gato siamês pode acontecer muito cedo, fêmeas siamesas entram na puberdade no quinto mês de vida, e a cada 15 dias elas entram no cio, sem repouso no outono e no inverno.

Na época do cio, as fêmeas tendem a ficar muito manhosas e histéricas, emitindo miados muito altos e exuberantes, podem rolar pelo chão, correr pela casa, rasgando e arranhando tudo o que encontrar pela frete, por isso é recomendado que a fêmea acasale o mais cedo possível, ou que seja, castrada caso o dono não queira reproduzir, evitando assim o estresse do animal e do dono.

A partir no primeiro cio, a reprodução do gato siamês já pode acontecer e a fêmea ficar prenha na primeira cruza. Um mês depois do acasalamento, a fêmea já começa a ter as tetas cheias de leite e é possível sentir os filhotinhos dentro da sua barriga se mexendo.

A gestação pode durar de 62 a 66 dias, podendo gerar de 3 a 6 filhotes por cria, considerados uma ninhada numerosa e que precisam de muito zelo, pois o gato siamês possui uma saúde frágil e qualquer golpe de vento os filhotes podem se resfriar e deixar de vingar, podendo perder a ninhada, por isso, os donos que queiram reproduzir essa raça maravilhosa deve ser orientado sempre pelo médico veterinário e conhecer a raça muito bem e se dedicar muito a sobrevivência e a melhoria da raça.

Apesar de adoecer mais facilmente do que as outras raças, o siamês, normalmente, tem vida longa, podendo chegar aos quinze anos e, às vezes, até aos vinte anos.

Os filhotes nascem quase brancos e a sua cor característica irá se desenvolver durante sua infância, as variedades de cores dos gatos siameses são quatro: seal point, blue point, chocolate point e lilac point, sendo a seal point (marrom-foca) a mais conhecida da raça.

Os filhotes de siameses são hiperativo, brincalhões e destemidos, por isso devem ser educados desde cedo. Para ter um gato siamês puro dentro da cor e temperamento padrão, os futuros donos devem procurar criadores de qualidade, que se dediquem exclusivamente a criação de gato siamês. Um verdadeiro siamês tem que estar registrado no Livro de Origens Português (LOP), assim como sua família até a quinta geração.

Agora que vocês conhecem mais sobre essa raça de gato e consideraram que o siamês é a raça ideal para a sua família, sigam os seguintes critérios:

  • Compre um exemplar de um gatil renomado.
  • Verifique se o filhote assim como sua família, está devidamente registrado no LOP.
  • Confira as características da raça desde filhote, como um comportamento vivaz, brincalhão, hiperativo e educado corretamente.
  • Nunca se esqueça da alimentação, alimenta-lo com ração de qualidade e específica para a sua raça.
  • Ofereça água limpa e fresca todos os dias.

Assim você garantirá um exemplar puro e com uma ótima saúde e qualidade de vida.

Eu sou Gabriel, tenho 28 anos e sou veterinário. Eu adoro animais e vivo no interior de São Paulo. Meu objetivo é compartilhar conhecimentos sobre animais com as pessoas que se interessam por eles.

Escreva um comentário